Lugar de negro, lugar de branco? (Douglas Rodrigues Barros)

    R$ 38,00 R$ 38,00 38.0 BRL

    R$ 38,00

    Option not available

    This combination does not exist.

    COMPRAR
    24 Unidade(s) 


    Lugar de negro, lugar de branco? busca desmistificar a naturalização do lugar da raça na discussão moderna e de sua força instituinte: a escravidão moderna. Com forte alicerce em uma leitura crítica de Frantz Fanon, o ensaio repensa o identitarismo, que ganha espaço nas militâncias, ao relacioná-lo à procura mística de uma África que, historicamente, é indissociável do processo de produção capitalista.
    Ao transpor o problema da raça e do significante negro para um novo patamar, o livro lança novas hipóteses para o movimento negro e aponta para sua potência em superar as relações mercantilizadas nos trópicos.

    ISBN: 978-85-7715-596-5
    Formato: 12,7x19,1cm
    Peso: 0,184kg
    Páginas: 168

    Ao refletir sobre a naturalização do lugar da raça, "Lugar de negro, lugar de branco?" desvela a força da escravidão moderna. Para isso, o autor revisita o pensamento de Sartre e dos Iluministas, o surgimento da etnologia e das ciências modernas, com o objetivo de criticar certa tendência do movimento negro à procura da África ancestral, figura mítica produzida por um sistema simbólico branco e capitalista. Contestando as concepções simplificadoras do continente africano que perdem de vista justamente a sua multiplicidade cultural, o livro problematiza a exaltação de uma identidade negra estancada e não relacional, ligada às características supostamente originárias que não podem se misturar. Aponta como essa “loucura da busca por identidade hipostasiada só indica que o mundo do trabalho ruiu”. O ensaísta convoca ainda para uma ação contra o “romantismo conservador adaptável ao mercado” e seus simulacros imaginários identitários, diante do massacre e invisibilização cotidiana da população negra. Neste ousado e radical ensaio, o intelectual militante Douglas Rodriques Barros desconstrói paradigmas e apresenta novas possibilidades para o movimento negro. Papel Miolo: Pólen soft Gramatura: 80 Cor do Miolo: Amarelo Quantas Pag PB: 268 Quantas Pag Coloridas: 0 Papel Capa: Cartão Gramatura capa: 250 Cor Capa: 4x0 Acabamento: PUR Laminação: Fosca Orelha (cm): 8

    • ISBN : 9788577155965
    • Formato 191.0 x 127.0
    • Peso 0.184
    • Páginas 168
    • Disponível em 2019-03-15
    • Book status

    Douglas Rodrigues Barros

    Douglas Rodrigues Barros é um jovem escritor. Atualmente está concluindo doutorado em filosofia. É ex-operário, experiência que talhou profundamente sua escrita e pensamento. Para homenagear Marighella, gosta de se referir a si como "apenas um mulato cearense", apesar de entender que "mulato" é um substantivo carregado de adjetivação racista. Publicou em 2016 "Cartas estudantis" pela editora Multifoco e em 2017 "Os terroristas" pela editora Urutau.